O que é catarata? Muitas pessoas ouvem falar dessa doença, mas não sabem como ela funciona. No post a seguir você confere um pouco mais a respeito e também quais são os tipos de catarata mais comuns.

O envelhecimento, infelizmente, está atrelado à chegada de problemas de saúde em todas as partes do corpo. Assim como todo o corpo, os olhos também envelhecem com o passar dos anos e eles estão sujeitos a alterações, por isso, não só os idosos como também as demais pessoas devem se submeter a exames periódicos a fim de evitar o aparecimento dos problemas e se caso eles surgirem, há tempo para resolver.

Alguns problemas comuns que podem aparecer nos olhos durante o processo de envelhecimento é a catarata, uma doença que atinge 75% dos idosos que tem 70 anos ou mais e se não for tratada a tempo, ela pode levar a cegueira.

O primeiro sintoma que indica a presença da catarata é a dificuldade para enxergar, porque os raios luminosos não atingem de maneira plena a retina, local onde estão os receptores fotossensíveis, e como consequência o idoso não é capaz de enxergar de maneira nítida.

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), existem muitos fatores que contribuem para que a catarata apareça de maneira precoce. Eles são: uso de esteroides, substâncias tóxicas como o cigarro, doenças como diabetes, problemas no rim, hipertiroidismo, trauma, radiações, alta miopia, uveíte e outras. Contudo, a principal causa ainda continua segundo o envelhecimento.

Existem diversos tipos de catarata. Mas entre os mais comuns estão:

Catarata Senil: o mais famoso dentre eles, esse tipo de ocorrência é causado pela perda da transparência do cristalino ao longo dos anos.

Catarata Traumática: o tipo mais famoso em jovens, pode ser causado por algum trauma penetrante, radiação ou descarga elétrica.

Catarata Secundária: decorrente de uma doença ocular primária, esse tipo de catarata é causada por inflamação intraocular, glaucoma agudo, alta miopia e distrofia hereditária do fundo do olho.

O recomendado é que o idoso busque a ajuda de um profissional ao notar qualquer alteração em sua visão, seja inflamação ou trauma, pois como a doença evolui de maneira lenta, é comum primeiro sentir os efeitos em um olho e depois no outro.
Aqui no Residencial em Família, os hóspedes contam com uma equipe multidisciplinar de médicos e profissionais que oferecem atenção 24h, além de tratamentos e cuidados personalizados para cada um deles.

Quer saber mais sobre a gente? Clique aqui  e fale conosco.