Os familiares/cuidadores precisam entender como agir com o paciente portador da Doença de Alzheimer. Primeiramente, devem incentivar as pesquisas que objetivam buscar a causa e possível cura da doença.

Cuidar de um portador de Alzheimer não é tarefa fácil. É necessário verificar junto aos outros membros da família e amigos em quais atividades eles poderão estar ajudando. O familiar/cuidador precisa:

Aprender a conhecer seus sentimentos: reconhecer e aceitar suas emoções são o primeiro passo para resolver os problemas de culpa e cansaço. Aprender a expressar seus sentimentos aos outros membros da família, a amigos, grupos de apoio e/ou profissionais.

Participar de Grupos de Apoio: além de informar sobre a doença, os grupos permitem que os participantes aprendam uns com os outros, a desenvolver um espírito de solidariedade reduzindo assim a sensação de isolamento que normalmente o cuidador tem. Os Grupos de Apoio orientam ainda a como manter a calma e segurança no trato com o portador e inclusive a cuidarem de si mesmo, para terem melhor disposição de enfrentar o seu cotidiano e preparar-se até mesmo para o momento da morte do portador.

Pedir ajuda: é importante que a família não fique esperando que outros membros e amigos venham oferecer ajuda. Peça antes.

Mantenha a própria saúde: o seu bem estar afeta sua estima e sua própria habilidade em cuidar de alguém. O tomar conta de você mesmo é importante e envolve: alimentar-se corretamente, fazer exercícios, descansar/dormir o suficiente, permitir a você mesmo um tempo de relaxar. Consulte um profissional e verifique o que você pode e deve fazer para manter sua saúde em ordem.

Fonte: Artigos idoso.com.br