Julho e Agosto não foram meses fáceis de lidar com o frio e embora muitas pessoas gostarem desse clima o alerta acaba sendo ligado para crianças e idosos, isso porque várias doenças no inverno acabam desencadeando e prejudicando a saúde, principalmente, para a terceira idade. Por essa razão, nesta publicação vamos falar sobre alguns cuidados e recomendações médicas, afinal, essa nova geração de idosos está aproveitando a desfrutar a vida com mais saúde.

Os médicos geriatras têm aconselhado para esse público em especial, realizar a prática de atividades físicas ao menos uma vez por semana. Uma ótima opção é fazer Yoga, pois ajuda na respiração, além da temperatura ambiente ser agradável e proporcionar aconchego. Porém, é importante salientar uma série de cuidados que devem ser adotados, um deles, é consultar um médico antes de iniciar qualquer prática esportiva.

Mas, a maioria das pessoas desiste de se exercitar durante esse período, entre outono e inverno, o que é normal e compreensível porque a disposição diminui, e consequentemente, a vontade de ficar debaixo das cobertas é maior. Porém, o ideal é não deixar a saúde em segundo plano. Realizar exercício físico com frequência ajuda a aumentar a imunidade do organismo.

<span style=”font-weight: 400;”>Sendo assim, manter o hábito de treinar diminui a probabilidade de contrair resfriados e gripes, devido o organismo estar mais preparado. Outra ótima opção nesta época do ano, também, é natação porque o vapor de água gerado pelas piscinas umidifica todo o ambiente, evitando infecções virais e, de modo consequente, lesões na mucosa do trato respiratório.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população brasileira com mais de 60 anos está acima de 30 milhões e a tendência é que os números aumentem gradativamente nos próximos 10 anos. Desta forma, cada vez mais, aquela velha imagem de idosos apáticos está sendo esquecida e substituída por bons hábitos saudáveis.

Devido a alimentação equilibrada, a prática de exercícios físicos com regularidade e seguir acompanhamento médico frequentemente, a nova geração da terceira idade está desfrutando cada vez mais da vida. Por conta dos novos hábitos e vivendo melhor, contribui e impacta diretamente na autoestima, disposição, vida sexual e intelectual do idoso.

Estudo comprovaram que para cada ano vivido pela Humanidade, o homem ganha cerca de três meses em expectativa de vida. Se tudo continuar prospectando como as coisas vem acontecendo, em breve, seremos centenários. E não se assuste com essa possibilidade, afinal, já existem alguns países no mundo, com idosos vivendo em média cem anos.

Outro fator importante tem contribuído bastante e apontado para essa perspectiva, está relacionado aos resultados de exames apresentados. Em inúmeros casos os diagnósticos apresentados são melhores do que os de indivíduos mais jovens, na casa dos 40 e 50 anos, muitas vezes são sedentários, hipertensos, obesos ou diabéticos.

Gostou do conteúdo? Então, fique a vontade para comentar e compartilhar esse assunto importante com seus amigos!