Dúvidas? Ligue para:  11 2476-5134 de 2ª à 6ª das 09:00 às 18:00. (exceto feriados)

Cuidados Com a Constipação Intestinal no Idoso

A constipação intestinal, mais conhecida como prisão de ventre, pode ser sofrida em qualquer época da vida, mas segundo pesquisas, o processo de envelhecimento aumenta em até cinco vezes a probabilidade de sofrer com esse tipo de problema. 

A complicação não está ligada ao tempo que o intestino fica sem funcionar, mas ao esforço necessário para que ele funcione. Por isso, seu surgimento está relativamente ligado à prática de exercício, problemas na coluna, que diminuem a força abdominal e o enfraquecimento da musculatura do intestino. 

O desconforto gerado pela maior quantidade de gases produzidos gera desconforto aos pacientes de constipação intestinal, mas esse problema pode ser solucionado com a prática de alguns hábitos. Além disso, os cuidados podem prevenir que a constipação ocasione hemorroida e câncer colorretal. 

Mudanças na alimentação

A ingestão de fibras insolúveis, que podem ser encontradas em grãos integrais,  farelo de trigo, soja, centeio e verduras, são as mais recomendadas em casos de complicações intestinais. Isso porque, o consumo desses alimentos impactam no aumento do bolo fecal e aceleram o trânsito intestinal. 

Além disso, elas também controlam o colesterol, previnem doenças cardiovasculares, ajudam na perda de peso, controle da glicemia e fortalecem o sistema imunológico. 

Existem algumas regras básicas para seguir em uma nutrição completa e rica em fibras, como:

  • Comer uma variedade de alimentos, para obter energia, proteínas, vitaminas, minerais e fibras necessários a uma boa saúde;
  • Ingestão diária de 25-30g de fibras por dia, que pode ser alcançada por meio do consumo de cereais integrais, frutas, verduras e legumes;
  • Diminuição do consumo de alimentos que levam muito açúcar e farinha de trigo refinada em sua composição;  
  • Aumentar a ingestão hídrica:  água no mínimo 2 litros  por dia, consumo de sucos naturais, água de coco e prática de atividades físicas sob orientação médica.
  • Ter uma dieta pobre em gordura saturada e colesterol, para reduzir os riscos de se desenvolver doenças cardiovasculares;
  • Moderar o consumo de sal e sódio, para reduzir os riscos de se desenvolver hipertensão.

Fazer caminhadas

A prática de exercícios pode oferecer diversos benefícios para a saúde, inclusive para o funcionamento do intestino. Alguns pacientes possuem restrições para esse tipo de atividade, por isso é essencial que ele seja observado frequentemente por especialistas, assim é possível aplicar os procedimentos adequados. 

Aos que não possuem restrições, é recomendado uma caminhada diária de pelo menos meia hora. Assim é possível controlar o intestino e a circulação sanguínea. 

Ingerir líquidos regularmente

A ingestão regular de líquidos, em especial a água, também pode ser um fator importante, que junto dos outros hábitos pode contribuir com a constipação intestinal. O indicado é que seja ingerido uma média de 1,5 a 2 litros de água por dia. 

Procurar ajuda médica

Em casos mais sérios de constipação, é ideal que um especialista seja consultado para a indicação de remédios ou até mesmo da fisioterapia pélvica

Comentários

Deixe um Comentário

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

RECEBA EM SEU E-MAIL DICAS E INFORMAÇÕES DOS CUIDADORES

São diversos temas e dicas práticas de grande importância, sem custo algum.