Soneto à Mulher Idosa

Toda mulher é uma menina

Pois toda menina é só pureza.

E toda esta candura que fascina

É próprio da sua natureza…

Se o tempo passa como os ventos,

Freme em seu corpo mil vaidades .

E a mulher se traduz em sentimentos

Ficando mais linda ao passar das idades…

Fitando seus olhos tão cintilantes

nem percebo se há rugas circundantes,

E pelo Amor seu corpo rejuvenesce.

E por amá-la assim profundamente

Mal noto a ação do tempo inclemente

E esta eterna menina jamais envelhece !…

Toda mulher é uma menina…quando menina…

(Nelson Antonio Corrêa)