A embolia pulmonar nada mais é do que a obstrução repentina de uma artéria pulmonar. Geralmente ocorre por conta de um coágulo sanguíneo que caminhou de uma veia da perna até o pulmão, esse coágulo é chamado êmbolo.

Entre os primeiros sintomas estão: perda de fôlego repentina, dificuldade de respirar, tosse com sangue, dores no peito e batimentos cardíacos rápidos. Há casos em que os únicos sintomas são apenas os relacionados à trombose venosa profunda, mas, também é possível ter embolia pulmonar sem manifestar nenhum sintoma.

Os idosos estão entre as pessoas mais propensas a desenvolver este tipo de problema. Acompanhar o médico regularmente para que ele monitore todas e quaisquer alterações na circulação sanguínea são de extrema importância para que o ocorrido possa ser prevenido. Entre outras formas de prevenção estão também o controle do peso, evitar o sedentarismo, realizar atividades físicas, etc.

Quanto ao tratamento, pode ser feito com medicamentos anticoagulantes ou trombolíticos, que dissolvem os coágulos sanguíneos ou há também a opção de cirurgia, caso as medicações não funcionem. Na cirurgia, os coágulos de sangue são removidos e em alguns casos é usado um cateter que funciona como se fosse um filtro, impedindo a passagem do coágulo para o pulmão.