Dúvidas? Ligue para:  11 2476-5134 de 2ª à 6ª das 09:00 às 18:00. (exceto feriados)

7 Cuidados Com os Idosos no Inverno

O inverno ainda não chegou oficialmente ao Brasil, mas as temperaturas mais baixas já estão presentes por aqui há alguns dias. Esta é uma época do ano esperada por muitas pessoas que a consideram aconchegante e agradável.

No entanto, para muitos idosos, ela representa um período delicado, onde os cuidados com a rotina e à saúde devem redobrados. Afinal, o corpo fica mais frágil e sujeito a determinadas doenças da estação.

Para se ter uma noção, a temperatura corporal dos jovens fica em torno de 36,5ºC, enquanto a média nos idosos é de 35,5ºC.

Vale ressaltar que a hipotermia acontece quando a temperatura basal fica abaixo dos 35ºC e o corpo não consegue repor. Assim, os idosos estão muito mais próximos desse limite e, portanto, precisam de cuidados extras para evitar riscos.

Confira a seguir 7 cuidados que devemos ter com os idosos durante o inverno.

 1 – Aquecimento da casa

Apesar do senso comum de que um ar condicionado só pode ser usado durante o verão (em temperaturas mais quentes, para refrescar), um ar condicionado 18000 BTUS, por exemplo, também pode ser útil para aquecer, visto que muitos modelos possuem a opção de ar quente.

Além disso, nos modelos que não possuem ar quente, você pode ajustar a temperatura para algo em torno de 22 a 24 graus Célsius para manter um fluxo de ar constante, especialmente quanto a temperatura externa da casa se encontra muito abaixo disso.

É importante, no entanto, fazer uma limpeza correta da função de aquecedor, pois há o risco dela acumular contaminantes do ar por ficar sem uso por muito tempo.

Um técnico especializado pode fazer o serviço em pouco tempo e logo o ar condicionado pode ser usado para aquecer o lar.

2 – Roupas e acessórios

Com a chegada do frio, muito além de moletons e jaquetas, devemos nos atentar também aos acessórios que protegem outras partes do corpo contra as temperaturas amenas.

Mesmo dentro de casa, é importante que os idosos utilizem toucas, luvas, mantas e meias mais grossas para evitar a exposição às friagens.

Uma dica muito útil que pode ajudar quem sente mais frio ou mora em regiões de temperatura mais baixa é comprar uma segunda pele térmica. Esse tipo de peça se adequa bem ao corpo e garante a conservação da temperatura interna.

3 – Hidratação da pele

Ao contrário do inverno no Hemisfério Norte, o inverno brasileiro é bem seco, favorecendo, assim, o ressecamento e problemas de pele, como alergias, coceiras e irritações.

Um estudo britânico detectou que isso acontece porque o frio afeta uma proteína chamada filagrina, que serve para proteger a pele de elementos no ar.

Fique atento aos sinais da pele que podem indicar falta de hidratação e faça uso de hidratantes para reduzir a sensação de pele seca.

 4 – Banhos

Os banhos dos idosos devem ser mais rápidos durante o inverno. Além disso, é fundamental que eles tenham o corpo bem secos imediatamente após o banho.

Em caso de cabelo longo, é imprescindível que ele também seja secado, para evitar resfriados, dores de cabeças e outros inconvenientes.

Vale a pena mencionar também para se ter cuidado com a água quente no banho, em especial em relação a pele. Afinal, ela pode ajudar a eliminar a camada de gordura da pele que ajuda a proteger o corpo de qualquer coisa no ar.

É só lembrar de como limpamos a gordura na tábua de carne em casa: detergente e água quente. Com a pele é a mesma coisa!

Isso não significa, claro, que devemos tomar banho frio. A temperatura deve ser boa sim, mas sem usar aquela água “pelando” de quente.

5 – Atenção redobrada à saúde

Por ser um período mais delicado para a saúde de nossos velhinhos, a atenção aos sinais de doenças deve ser redobrada. Não hesite em buscar ajuda médica se o idoso apresentar sintomas como confusão mental, calafrios ou dificuldades respiratórias.

Além disso, vale a pena falar com um médico especializado, como um nutricionista, para passar uma rotina alimentar que ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

 6 – Checar as vacinas contra gripe

A vacina contra gripe é atualizada anualmente, e é comum encontrar campanhas de vacinação para idosos em todas as cidades do país. Verifique sempre se a vacina está atualizada. Caso contrário, busque a melhor forma de levar o idoso para tomar a mais nova dose.

Além disso, aproveite para deixar as janelas de casa abertas durante o dia. A gripe e outras doenças respiratórias, como o novo coronavírus, se beneficiam se o ar estiver parado. Por isso, é bom deixar o ar da casa circular um pouco.

7 – Vitamina D

O déficit da vitamina por falta de exposição ao sol deve ser constatado por meio de exames e consultas médicas. Se necessário, busque um nutricionista para indicar a suplementação adequada do nutriente.

Na alimentação, peixes, gema de ovos, bifes de fígado e cogumelos são ricos em vitamina D, sendo boa opção reforçar a ingestão desses alimentos durante o inverno.

Com todas essas dicas, fica mais fácil cuidar da saúde dos idosos no inverno. É claro que essa fase da vida traz algumas fragilidades, mas nada que não possamos nos adaptar para superar.

E então, gostou do conteúdo sobre cuidados com idosos durante o inverno? Então compartilhe-o nas suas redes sociais e marque amigos que possam se interessar por ele também!

Comentários

Deixe um Comentário

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

RECEBA EM SEU E-MAIL DICAS E INFORMAÇÕES DOS CUIDADORES

São diversos temas e dicas práticas de grande importância, sem custo algum.