Dúvidas? Ligue para:  11 2476-5134 de 2ª à 6ª das 09:00 às 18:00. (exceto feriados)

Viagem Com Idosos: Dicas Para Ter um Passeio Confortável e Tranquilo

Os idosos são mais ativos do que parecem, não é mesmo? A idade não é um problema para muitos deles.

Existem pessoas de idade que adoram viajar pelo mundo, outras praticam até esportes radicais. Eles deixam muitos jovens de queixo caído.

Por isso, se você conhece um idoso (a) que adora viver a vida, principalmente viajar, é importante ficar atento a algumas dicas, pois por mais animadas que sejam, as pessoas mais velhas precisam de cuidados especiais — e essa é a sua tarefa!

Sendo assim, no artigo de hoje, nós preparamos algumas dicas essenciais sobre viagem com idosos, e é de suma importância que você memorize todas elas.

Boa leitura!

Idosos só viajam se o médico deixar

Não adianta fazer birra: viagem com idosos só se o médico deixar. Aliás, só entra no avião após fazer um check-up completo. Essa é uma das formas para evitar surpresas ruins durante o passeio.

Além disso, muitas pessoas mais velhas, para não “perturbar” os filhos e netos, acabam omitindo informações.

Tonturas eventuais, manchas pretas na visão e coisas do gênero são omitidas por eles. Esses sintomas podem indicar uma doença grave.

Por isso, a melhor forma de evitar embarcar no avião sem saber desses problemas é consultar um médico.

Assim, ao fazer todos os exames, você terá mais segurança quanto a saúde de seu ente querido.

É bem melhor viajar dessa forma, não acha?

Escolha com cuidado o seu destino em uma viagem com idosos

Não é muito legal levar sua avó para conhecer os desertos do Egito. Aliás, é legal sim, mas ela vai sofrer bastante com as condições climáticas. A resistência do corpo fica menor conforme envelhecemos.

Além disso, visitar alguns templos no Japão pode ser uma péssima ideia. Os mestres construíram templos em montanhas para testar a vontade dos discípulos, e seu avô ou sua avó pode ter muitos problemas nas escadarias.

Cidades do Velho Mundo também são problemáticas, principalmente por causa da forma como foram construídas, com muitas escadarias e subidas cruéis.

Os idosos podem sofrer bastante ao encará-las.

Portanto, prefira destinos com temperaturas razoáveis e, se possível, com estruturas modernas.

Além disso, não faça viagens muito longas. Dessa forma seu ente querido vai aproveitar a viagem sem sofrer muito.

Faça um seguro viagem

Um seguro viagem é essencial para realizar uma viagem nacional em família. Aliás, ele também deve ser feito para viagens internacionais. Os valores são pequenos e os benefícios são enormes.

A maior preocupação com um idoso são as possíveis despesas hospitalares. Por causa da saúde frágil, um alimento diferente ou um clima severo pode mandá-lo para o hospital.

Em países como os Estados Unidos e alguns lugares da Europa, por exemplo, isso pode significar até US$ 40 mil por dia de internação.

Fora isso, o seguro cobre problemas com o voo, extravio de bagagens e muitos outros imprevistos.

Nada de sair do Brasil sem seu seguro viagem, ok? Coloque a segurança em primeiro lugar!

Idosos tendem a levar objetos impróprios para o avião

Não é culpa deles: as leis são complicadas e confusas até para os mais jovens.

Porém, os idosos muitas vezes não têm culpa de levar algo proibido e ser detido no aeroporto, por exemplo. Avós são mestres em levar aquele alicatinho de unhas dentro da mala — algo completamente ilegal.

Por isso, na semana da viagem, faça o seguinte: pegue uma lista de todos os itens que causam problemas e ajude o seu ente querido a fazer as malas.

Assim vocês não serão barrados no aeroporto.

Além disso, enquanto estiver montando a lista, lembre-se de pegar o que é ilegal no país de destino também.

São duas revistas: uma para entrar no avião e outra para sair. Tome o mesmo cuidado quando estiver regressando ao Brasil.

Prepare uma folha com informações importantes

Às vezes a pessoa mais velha — e até os mais jovens — fica tão empolgada com a viagem que não consegue ficar junto da família. Nesse caso, separe uma folha com informações importantes.

Assim, caso o idoso se perca durante a viagem, ele vai conseguir ajuda com mais facilidade.

Outro detalhe importante diz respeito às viagens internacionais. Ao fazer a folhinha com informações, preocupe-se em deixá-la no idioma local também.

Isso vai facilitar a vida do idoso perdido e de quem for ajudá-lo.

Viagem com idosos – nada de pressa durante as visitas

Passear com idosos, quando somos jovens, pode se tornar um exercício de paciência e compaixão.

Os olhinhos têm dificuldade na hora de olhar de longe, os pés movem-se lentamente e as mãos são imprecisas.

Portanto, nada de apressar seu familiar idoso: ele tem o tempo dele!

Aproveite a viagem para refletir sobre a posteridade. Você, assim como ele, também ficará velhinho e lento.

Com isso em mente, torne a viagem prazerosa para vocês dois. Deixe o idoso levar o tempo que precisar para apreciar uma obra de arte. Aliás, programe-se para demorar um certo tempo em cada ponto que forem visitar.

E essas foram algumas dicas para ter um passeio mais tranquilo e confortável com idosos.

Vá ao médico antes da viagem, tenha um seguro e seja paciente durante as visitas. Seu ente querido vai adorar o passeio.

Boa viagem!

Comentários

Deixe um Comentário

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

RECEBA EM SEU E-MAIL DICAS E INFORMAÇÕES DOS CUIDADORES

São diversos temas e dicas práticas de grande importância, sem custo algum.